Domingo, 7 de Março de 2010
mais uma semana da leitura na escola do Pedro, mais uma vez puseram à prova a nossa imaginação e deu nisto:
 

 

QuartoBê o Terror dos Mares…     
 
QuartoBê, tal como o nome indica, foi o quarto barco do escalão B, da esquadra de Bartolomeu Dias que saiu do Restelo à procura do caminho marítimo para a Índia.
O capitão do QuartoBê chamava-se Pedro Rosado, e todos tinham muito medo dele pois ele tinha a fama, sim a fama de que quando estava chateado, despejar uns quantos tripulantes borda fora, que iam servir de comida aos tubarões. Ele comandava o seu barco com punho de ferro, o que por acaso era verdade porque em lugar da mão esquerda tinha um gancho de ferro.
Ora, quando iam a dobrar o Cabo da Boa Esperança, apareceu-lhes um gigante monstruoso, que se chamava Adamastor, que de tanto bufar e espirrar, formou ondas gigantescas que caíram sobre a esquadra e fez com que QuartoBê se perdesse dos restantes navios.
Isto era o que o temível capitão Pedro Rosado mais queria que acontecesse, pois ele no fundo era um Pirata, e decidiu arrastar os seus 23 tripulantes para os seus actos de rapinice!
 O seu imediato Jelson “o silencioso” (assim chamado porque gostava pouco de falar), o Lucas “o malvado” (tinha este nome porque passava a vida a meter medo às tripulantes), Pedro Reis “o medroso” (porque tinha medo do escuro), o Francisco Fernandes “o Chico fininho”, o Diogo Barbosa “o pequenote”, o Francisco Garcia “o falador” (ninguém o conseguia calar) e as belas raparigas, a Filipa, a Cintia, a Valéria, a Inês, a Tatiana, a Cátia, a Mariana e a Janine, acharam uma óptima ideia e juntaram-se logo ao Capitão, principalmente as raparigas, pois eram muito vaidosas e desejavam cobrir-se de jóias e de lindos vestidos.
Quanto aos restantes tripulantes, o Pedro Rocha “o sábio”, o João Pedro “o intelectual”, o Lissander “o tímido”, o Diogo Correia “o preguiçoso”, o Bruno “o comilão”, a Sandrine, a Laís, a Jessica e a Ana conspiraram um motim, pois eles eram muito leais ao Rei D. João II.
Deu-se uma grande luta a bordo, o que chateou muito o Temível capitão e assim os conspiradores lá foram servir de repasto aos tubarões.
Findo isto, os terríveis piratas começaram então os seus vis actos de pirataria, atacando ferozmente todos os barcos que se atravessavam no seu caminho, nunca sendo capturados. E conta a lenda que o seu tesouro ENORME está escondido nas areias que cercam o Farol do Bugio, ali mesmo em frente a Belém, numa provocação ao Velho do Restelo, como quem diz “o bom filho à sua casa torna”
 
Pedro Rosado/Ana Carla Rosado               
 
  

e foi com muito prazer que fui ler a história às turmas dos 3ºs e 4ºs anos e juntamos a turma e fizemos uma mimica, gostei mesmo muito. Estas minhas participações na escola já estão quase a acabar, na preparatória já não precisam da mãezinha... com muita pena minha pois adoro fazer estas coisas, se pudesse andava sempre nisto!

jões                                                                                                    

 

sinto-me

publicado por oquemeapetecer às 18:20 | link do post | comentar | favorito

tal como o nome do blog diz...
mais sobre mim
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

está à venda na ORTOFISIO...

continuo desaparecida...

ortofisiocare

ainda cá ando...

morangos com açucar ou mo...

hey you...

beto - memórias esquecida...

almoçarada!

...

... falta de inspiração.....

arquivos

Junho 2011

Maio 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

tags

todas as tags

cusquices
somos nós
Ana Carla Lino | Cria o teu cartão de visita
blogs SAPO
subscrever feeds